sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

A Regulamentação da Mídia no Brasil

Ultimamente, a sociedade brasileira têm discutido sobre a proposta que está circulando no Congresso, de regulamentação da Imprensa no Brasil. No entanto, percebo, que boa parte da população tem discutido o assunto sem o menor conhecimento necessário para o assunto. Porém, qual a necessidade da regulamentação?


No Brasil, a informação está na mão de poucos. Durante a Ditadura Militar e depois, quando ACM foi ministro das comunicações, houve um loteamento da comunicação em nosso país. Quem ganhou os direitos de televisão? Os aliados políticos e econômicos do grupo que estava no poder no momento. Em cada estado grupos oligárquicos receberam os seus presentes.

Aqui na Bahia, todos sabem que a emissora mais poderosa é da família ACM. Nesse sentido, a regulamentação visa pluralizar a comunicação no país. Isso já aconteceu na Europa. Tem a intenção de evitar o que acontece aqui. Um pequeno grupo controla a comunicação, e esse pequeno grupo, a partir disso, detém o poder ideológico.

O povo não tem espaço na mídia. O povo só aparece em Bocão, como bandido. A regulamentação visa democratizar a informação no Brasil. E isso não partiu dos políticos, partiu de movimentos sociais que discutem há muito tempo o assunto, a partir de pressupostos científicos.

O problema é que, o Grupo Rede Globo e Abril, que controlam a maior parte da informação no Brasil, não aceitam correr o risco de perder esse monopólio da informação. Por isso, estão fazendo lobby na impressa contra a regulamentação.
"As ideias dominantes de uma época, são as ideias da classe dominante". Essa frase de Marx, diz tudo quando se trata da mídia no Brasil.







Nenhum comentário:

Postar um comentário